sábado, 12 de março de 2016

Atraídos por uma tragédia

A Bíblia no relata uma história um tanto intrigante. Lemos que saía de uma cidade chamada Naim uma grande multidão que seguia para o enterro de um jovem de nome desconhecido, filho único de uma mulher viúva. Imagino o choro e tristeza que caracterizavam aquela gente. O choro tomava conta daqueles rostos que marchavam em direção ao cemitério para os momentos finais de uma situação irreversível. Era o fim, faltava pouco e tudo seria passado. Ficaria apenas um vazio. De repente, pelo mesmo caminho chegava outra multidão. Esta, com características completamente diferentes. Eram pessoas que estavam seguindo a Jesus e contemplando milagres sem precedentes. Imagino agora o alvoroço e alegria que caracterizavam esta multidão. Que contraste. Por que pessoas que estavam no mesmo local seguiam multidões tão distintas ? Eram pessoas atraídas pela tragédia. À entrada da cidade as multidões se encontram e, frente a frente estão os dois protagonistas desta história: Jesus e a viúva. Pronto! Poderia parar por aqui e, se você não conhece a história leia o texto (Lucas 7.11-17) Quero apenas ir direto ás minhas observações.
1) Devemos abrir os olhos para novas possibilidades
Quando estamos envolvidos por um problema dificilmente paramos para observar o cenário e procurar por novas alternativas. Em casos como esse, simplesmente aceitamos o problema e seguimos a multidão. Sentir compaixão e empatia não significa fazer parte do problema. Somente quando estamos do outro lado somos
capazes de ajudar.
2) O poder de transformação da palavra
Observe que com apenas uma palavra de Jesus a situação muda radicalmente. E talvez você pergunte: "Não seria porque a palavra era de Jesus?" Neste caso sim. Mas e no nosso dia-adia, não nos deparamos com situações complexas e que precisamos fazer uso da palavra de fé? A resposta é "Sim". Mas permita-me tirar uma conclusão bem óbvia baseada no texto. Você somente tem o poder da palavra quando não deixa o problema atingir você, ou seja, você somente é capaz de usar o poder da palavra se você não for atraído pela tragédia.
3) Devemos estar preparados para uma nova realidade
Imagine se quando Jesus determina que aquele jovem se levantasse se a multidão tivesse saído correndo?
Não seria uma reação quase espontânea? Imagine só a cena: uma multidão seguindo um cortejo quando de repente o morto se levanta. Com uma só palavra Jesus coloca as duas multidões no mesmo sentido. A multidão que seguia para o cemitério volta-se para dentro da cidade e entra com grande alvoroço, Jesus havia mudado o rumo da história. Isso significa estar preparado para uma nova realidade.
É isto que Jesus faz, converte o motivo da nossa tristeza em alegria. É hora de deixar de seguir uma multidão que sepulta os seus mortos e seguir com a multidão que celebra a vida.

Com carinho,

Pr Helio Morais