terça-feira, 29 de junho de 2010

Qualidades do bom pescador


Qualidades do bom pescador


Caminhando junto ao mar da Galileia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. Mateus 4:18
A pesca é uma das atividades mais antigas que existem. E ao longo do tempo o pescador se tornou conhecido por suas histórias, nem sempre muito dignas de crédito.
O povo de Israel praticava a pesca no Egito, onde comia peixe “de graça” (Nm 11:5). Em Israel, pescava-se especialmente no mar da Galileia e em alguns poucos rios. “O fato de que uma das portas de Jerusalém era chamada de Porta do Peixe, indica que havia um mercado de peixe na cidade”.
Como sabemos, vários discípulos de Jesus eram pescadores. Eles estavam ocupados em seu ofício, lançando redes, quando Cristo os chamou, oferecendo-lhes uma promoção – em vez de apanhar peixes eles se tornariam agora pescadores de homens. Sem dúvida, uma tarefa mais difícil, mas bem mais compensadora.
Barclay afirma que para alguém se tornar um bom pescador de homens deve possuir as seguintes qualidades de um pescador:


1. Paciência. Ele espera pacientemente que o peixe apanhe a isca. O mesmo ocorre com o pescador de homens. Tanto na pregação como no ensino é raro haver resultados imediatos. É preciso aprender a esperar.

2. Perseverança. Ele não se abate quando não tem êxito, mas sempre tenta de novo. O bom pregador e mestre não deve desanimar quando nada parece acontecer. Ele precisa insistir e tentar outra vez.

3. Coragem. Ele deve estar disposto a enfrentar a fúria do mar e do vento. O bom pregador e mestre precisa estar consciente de que é sempre perigoso dizer a verdade às pessoas. Talvez ele tenha de enfrentar a fúria de Satanás.

4. Saber o momento certo. O pescador experiente sabe que há ocasiões em que é inútil pescar. O bom pescador de homens sabe escolher o momento. Ele sabe que há tempo de falar e tempo de ficar em silêncio.

5. Adaptar a isca ao peixe. Um peixe é atraído por determinado tipo de isca, e outro não. O pregador inteligente sabe que o mesmo método não pode ser aplicado a todas as pessoas.

6. Não se mostrar. Ainda que ele mostre apenas sua sombra, o peixe certamente não morderá a isca. O pregador sábio sempre procurará apresentar Cristo, não a si mesmo. Seu objetivo é fazer com que as pessoas olhem para Jesus.

Hoje é o Dia do Pescador. Lance o seu pão sobre as águas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que legal receber seu comentário!