terça-feira, 5 de julho de 2011

Limites... onde estão???

“ ....mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás...” Gen.2.17ª

Manhã de 2ª. feira, chuvosa e gelada. Sampa acordou cedo e o vai e vem do trânsito já estava pesado, às sete da manhã. Abri os jornais e comecei a ler os noticiários: neonazistas atacando com extrema violência os inocentes que transitam pelas ruas; tiroteios sem razão de ser; alguns policiais comprometidos com o crime organizado; facções perigosas; rebeliões, drogas com livre acesso a quem desejar; advogada que planejou a própria morte; matador que topa tudo por dinheiro; políticos que urdem artimanhas e que nos deixam perplexos... E por aí vai caminhando a humanidade tresloucada, sem rumo e perdida.
Deus determinou limites a Adão e Eva. Acontece que não os guardaram e a morte penetrou neste Planeta Terra... Houve homicídio, corrupção do gênero humano, o dilúvio e o extermínio da humanidade, exceto o patriarca Noé e sua pequena família de 8 pessoas. Mais tarde, os homens quiseram celebrizar o próprio nome, e, querendo determinar o próprio destino, construíram a Torre de Babel. Também aqueles não guardaram os limites e Deus precisou intervir novamente, confundindo as línguas. Os homens de Sodoma e Gomorra não guardaram os limites e embrenharam-se pelo caminho do homossexualismo, na desvairada carnalidade, chegando ao ponto de arderem de desejos pelos anjos, enviados de Deus. O Senhor Todo Poderoso destruiu as 2 cidades mandando do céu fogo e enxofre. A mulher de Ló não guardou o limite determinado e foi transformada numa estátua de sal. Percebe como LIMITES, são necessários e muito importantes para Deus e para o próprio homem?
Pergunto-me por que os homens têm tanta dificuldade em guardar os limites e governos? Por que a criança, desde tenra idade, se rebela contra toda e qualquer disciplina? Por que a força desbragada do egoísmo e do orgulho humano tem prevalecido na maioria das vezes?
A alma humana é desprovida do senso do limite, porque o pecado e a violência instalaram-se irremediavelmente em sua natureza. A educação moderna desprezou os limites e a própria ciência está ilimitada no seu saber. Decididamente, multiplicou-se mesmo a iniquidade, por isso o amor de muitos se esfriou. Hoje, se observarmos os últimos acontecimentos, marcados por MARCHAS escandalosas, compreendemos que nada mudou. A Avenida Paulista tem sido palco de espetáculos semelhantes aos de Sodoma e Gomorra; nos morros do Rio de Janeiro e em alguns redutos das inúmeras favelas paulistanas, a corrupção, o crime e a violência não deixam nada a dever aos tempos idos do Dilúvio e de Babel, tempos aqueles, que suscitaram a ira e a intervenção do Senhor. Deus está calado? NÃO!!! Acontece que o Senhor é tardio em ira-se e grande em misericórdia e fidelidade, Ele guarda a misericórdia até a milésima geração, é longânimo, clemente e compassivo; Ele é pronto para perdoar, ainda que não inocente o culpado! Êxodo 34: 6-9.
A Palavra de Deus exibe normas de conduta e regras de fé importantíssimas que foram escritas pela mão do Senhor Deus para sermos felizes e seguros neste mundo de aflições. Elas nos ensinam a guardar os nossos limites para a nossa própria felicidade e paz. O Espírito do Senhor nos guia à toda verdade e nos leva a ter um quebrantamento de espírito, que é louvável diante de Deus. Por isso, os limites são marcos de proteção para o nosso ser. O Profeta Jeremias entendeu perfeitamente estas coisas, por isso determinou a Israel:
Igreja do Senhor, aprenda a guardar os seus limites!!! Deus é um Trino Deus que até mesmo para Si próprio colocou limites: o Filho obedeceu o Pai até as últimas consequências, até a morte de Cruz! O Espírito Santo esperou até ser derramado na hora determinada por Deus.
Que ninguém caia na tentação de remover os limites de Deus, estabelecidos por Sua própria Palavra. Jó declarou: “Há os que removem os limites, roubam os rebanhos e os apascentam; levam do órfão o jumento e da viúva tomam-lhe o boi”...Jó 24:2.
Este é um claro exemplo que se aplica a muitas outras situações do nosso cotidiano, que demonstram o egoísmo, a frieza, a violência, a injustiça que, tão lamentavelmente, habita no coração do homem mortal.
Pense nisso!

Pra. Aline Castejón Mattar

Um comentário:

  1. Palavra maravilhosa pastora!
    realmente foi uma perspectiva diferente da nossa realidade que contrasta com todos os ensinamentos bíblicos! aprendi com essa palavra que impor limites é construir uma barreira de contenção pra no "carne".

    ResponderExcluir

Que legal receber seu comentário!