quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Imposicões Culturais

Após semanas, com o assunto em pauta em todas as manchetes, tive coragem de ler sobre o escândalo que aconteceu em torno de um treinador de futebol chamado Jerry Sandusky. 
Após ser preso, acusado de abuso sexual de varias crianças, outras más noticias apareceram em torno da mesma situação. Infelizmente,  à medida em que o assunto se espalhava mais vitimas apareciam. No entanto, fiquei surpresa ao saber, segundo as próprias vitimas, que outras pessoas tinham conhecimento do assunto, mas nada fizeram. Alguns psicólogos, em colaboração com o artigo, fizeram uma análise para tentar explicar o que acontece às pessoas quando se sentem pressionadas dentro de determinadas instituições e grupos sociais. Segundo eles, algumas instituições agem como um mundo a parte e acreditam estar acima das regras impostas pela sociedade; criam sua própria cultura. Nestas situações, ocorre a “desumanização” da vítima, isto é, as pessoas passam a ver e a ter conhecimento de determinada situação sem empatia pela pessoa.
Muitas vezes a omissão ocorre porque as pessoas se sentem ameaçadas. Historicamente houve instituições como o nazismo e líderes como Hitler, e muitos outros, que cometeram atrocidades e arrebataram muitos seguidores, mas que graças a Deus, tiveram outros destinos, que não o palco. 
Levemos em conta também que os valores deste mundo mudam tempo todo, e mesmo aquilo que era moralmente correto no passado se tornou obsoleto e inadequado. No entanto, como cristãos, temos que estar atentos aos valores da sociedade que nos rodeia e não permitir que nossa visão seja distorcida por tais valores. 
Segundo a Bíblia, Jesus era despido de formosura, desprezado pelos homens, pregava no meio dos excluídos da sociedade judaica, abençoava os estrangeiros, curava no sábado (Ver Is 53.2-4, Lc 7.16-49, Lc 8.40-56, Mc 5.1-20, Mt 12.1-12, Mt 15.21-28). Ele ensinou que mesmo os preceitos de Moisés quando seguidos ao pé da letra e ignorando a observância do amor, o mais importante dos mandamentos, pode causar cegueira em nossos sentimentos. 
A palavra de Deus nos instrui a andarmos em amor (Ver Ef 5.2), em todo o tempo e em todo os lugares. Os Seus ensinamentos são os mesmos, imaculados e misericordiosos há mais de dois mil anos. 
Peço que Deus nos de sabedoria e nos permita estar prontos para detectarmos mensagens inadequadas; que nos ajude a repreender qualquer forma de bullying e, mais importante do que isso, que enxerguemos muito alem do que o mundo queira que enxerguemos.

Deus abençoe você.

Clarice Moraes Hardling


Nota: Clarice Moraes mora nos Estados Unidos e é colaboradora do Blog. Além dos seus artigos em português, também é responsável pela versão em Inglês dos nossos artigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que legal receber seu comentário!