domingo, 1 de dezembro de 2013

Caminhando entre erros e desacertos

Nem sei como começar. Na verdade este título me pareceu o mais real de todos os que já escrevi. Enquanto pensava sobre isto me deparei com fatos que são a realidade que tantos estão vivendo nestes últimos tempos.
Caminhar entre erros e desacertos seria algo equivalente a dizer "indo de mal a pior" (colaboração do meu cunhado Gil). Não é muito difícil entender que são as decisões que tomamos no dia-a-dia que nos levam à construção do nosso futuro. Um futuro construído, passo-a-passo, dia-a-dia. Mesmo as decisões que julgamos pequenas, sem importância vão aos poucos nos conduzindo pelos caminhos que escolhemos para a nossa vida. Há quem diga que um erro não justifica o outro, mas infelizmente é isto que tem acontecido com tantas pessoas que conheço. Decisões equivocadas sucessivamente sem que haja uma chance sequer de romper um ciclo que já se arrasta por tempos incalculáveis. Tantos motivos para se arrepender de coisas que foram ditas, oportunidades perdidas, caminhos errados, etc.
A qualidade das nossas decisões definem o sucesso ou fracasso do nosso futuro.
Me lembrei de Jonas, o famoso profeta que desobedeceu as ordens de Deus e, em vez de seguir para Nínive, resolveu fugir para Társis, para bem longe do seu destino.
Conta a narrativa bíblica que Jonas decidiu fugir iniciando uma sucessão de erros que o levariam a perder completamente a capacidade de recomeçar.
Inicialmente, Jonas desce para o Porto de Jope e ali embarca em um navio rumo a cidade de Társis. A seguir, desce para o porão do navio onde mergulha em um profundo sono sem se importar com o que acontecia à sua volta. Nem percebeu que o navio onde estava foi envolvido por uma tempestade tão intensa que chegou a roubar a esperança até dos experientes marinheiros que comandavam o navio.
Acordado pelos homens que o descobriram depois de lançarem sortes para descobrirem quem seria o responsável por aquela situação, Jonas pede para ser lançado ao mar como única saída para salvara embarcação e seus passageiros. Que situação, mais uma vez Jonas é obrigado a ir mais fundo nesta caminhada de decisões equivocadas.
Lançado então ao mar, Jonas é engolido por um grande peixe. Jonas se vê envolto em um ambiente completamente inóspito, sem a menor perspectiva de encontrar o caminho de volta. É aí então que Jonas percebe que não há mais como sair desta. Tarde demais, as trevas haviam cercado Jonas para sempre no mais profundo abismo. Eram apenas trevas.
Somente depois de três dias, Jonas resolve clamar a Deus expressando os seus sentimentos. Vale observar que Jonas não pede nada em sua oração, apenas reconhece que somente Deus poderia novamente dar esperança aos seu coração tão distanciado.

E disse: Na minha angústia clamei ao Senhor, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz.

Porque tu me lançaste no profundo, no coração dos mares, e a corrente das águas me cercou; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado por cima de mim.

E eu disse: Lançado estou de diante dos teus olhos; todavia tornarei a ver o teu santo templo.
As águas me cercaram até à alma, o abismo me rodeou, e as algas se enrolaram na minha cabeça.
Eu desci até aos fundamentos dos montes; a terra me encerrou para sempre com os seus ferrolhos; mas tu fizeste subir a minha vida da perdição, ó Senhor meu Deus.
Quando desfalecia em mim a minha alma, lembrei-me do Senhor; e entrou a ti a minha oração, no teu santo templo.
Os que observam as falsas vaidades deixam a sua misericórdia.
Mas eu te oferecerei sacrifício com a voz do agradecimento; o que votei pagarei. Do Senhor vem a salvação. (Jonas 2:2-9)

Você pode conferir o final desta história mas não é preciso fazer muita força para entender que Deus
sempre tem um final feliz para a nossa história.
Não espere chegar a este ponto para interromper este ciclo de desacertos em sua vida. Permita hoje mesmo que Deus possa orientar os seus passos e possa conduzir novamente você a um caminho de reconstrução.
Deus ainda espera por você, com o mesmo coração de pai que espera o filho pródigo sem jamais perder a esperança de abraçá-lo novamente.

É tempo de recomeçar.

Com carinho,

Pr Helio Morais

Um comentário:

  1. Parabéns pela abordagem Pr. "Decisões..., Decidem..., Destinos..."
    A palavra de Deus esta repleta de exemplos procurando evitar prejuízos a todos, por isso é que ela nos alerta "TUDO O QUE DANTES FOI ESCRITO PARA O NOSSO ENSINO FOI ESCRITO" ROM 15:4, que todos nós, possamos aprender com este feliz comentário do Pr. Hélio

    ResponderExcluir

Que legal receber seu comentário!